29 de ago de 2011

MIDNIGHT MOVIE: 200 MOTELS (1971)



Hey ya ev'rybody =)
Hoje apresento pra vocês mais um filme pra nos enriquecer nessa sessão de cinema, trata-se de 200 Motels. O filme é dirigido e escrito por ninguém menos que Frank Zappa e Tony Palmer (diretor inglês que trabalhou com várias bandas, dentre elas, Beatles, o velho Jimi Hendrix e o Cream) e estrelado pelo Mothers of Invention, além das participações completamente nonsense de Ringo Starr representando um "anão crescido" alter ego do próprio Zappa.
O filme é um musical que trata da vida na estrada, com o teor altamente surrealista que beira por vezes até o ridículo, provavelmente produto da mente inventiva do Zappa. A história se passa em uma cidade fictícia chamada Centerville e conta sob a ótica frenética da chegada da banda em uma cidade aparentemente conservadora. É visível, é claro que o filme chegue a parecer quase autobiográfico.
Fica pra vocês leitores a indicação.
Boa viagem a todos e até a próxima!

Poesia delirante: Compreensão telepática



Vestígios lisérgicos

entre as fendas sinápticas

seria possível algum dia

comunicação telepática?


Telepatia,

Em um grau de compreensão

superior a empatia.


Melhor que entender

É compreender

ou quem sabe

transcender.


Vinícius Deiró



25 de ago de 2011

Lula Côrtes. O MESTRE DAS ARTES PSICODÉLICAS

 Um ser psicodélico brasileiro foi o cantor, músico, artista plástico,poeta e considerado na Cena do Recife, nos anos 70, como um guru.



 Lula Côrtes. O MESTRE DAS ARTES PSICODÉLICAS
Luiz Augusto Martins Côrtes (09 de abril de 1949 - Recife, 26 de março de 2011), mais conhecido como Lula Côrtes foi um cantor, compositor e poeta...enfim. Um Multiartista Brasileiro.
Lula foi um vanguardista ao fundir ritmos regionais nordestinos, linhas de nagô e experimentalismo com o rock and roll.
Quando aconteceu a 1ª Feira Experimental de Música de Nova Jerusalém em novembro de 1972,Lailson conheceu Lula Côrtes e se tornaram amigos imediatamente, muito pelo fato de serem ambos músicos e artistas plásticos. Lula tinha acabado de voltar do Marrocos e trouxera uma cítara popular marroquina, ou tricórdio com escala mixolídium. Começaram a tocar juntos, criando temas e improvisando sobre eles e gravaram tudo num gravador de rolo. Lailson na viola de 12 cordas e Lula no tricórdio.Desse projeto foi "curtido" no início de 1973 o LP Satwa, primeiro disco independente da música brasileira moderna, lançado pelo selo Abracadabra, com a participação do músico que depois ficaria consagrado,Robertinho de Recife. O álbum chegou a ser relançado na década de 2000 nos Estados Unidos pela gravadora Time-Lag Records.CD/LP
Em 1975, lança o raro e cultuado álbum Paêbirú em dupla com Zé Ramalho. Quase todas as cópias deste foram destruídas em uma cheia do Rio Capibaribe,neste mesmo ano, que provocou a inundação da Fábrica de vinil Rozemblit, localizada no bairro Afogados, local onde se encontravam quase todas as cópias deste trabalho, tornando-o muito difícil de ser encontrado.Segundo o próprio Lula Côrtes, durante uma entrevista concedida a Marcelo Prata em 2007, salvaram-se apenas 300 cópias, que ele mesmo levou para sua casa antes da tragédia. O álbum foi relançado (vinil) em 2005 pela gravadora alemã Shadoks Music e em 2008 na Inglaterra pelo selo Mr. Bongo CD/LP
Ainda em 1974 fez parte da banda de Alceu Valença, no ábum Molhado de suor que saiu pela gravadora Som Livre.
Na Rozenblit novamente,foi produtor da obra musical "No sub-reino dos metazoários" do Marconi Notaro, nosso Lula Côrtes além de ser o artista produtor da belíssima capa e do disco em geral,  ainda tocou tricórdio,buzio e gerou efeitos especiais neste exótico disco psicodélico.Em 1976 vem outro trabalho,desta vez com o Flaviola e o bando do sol, sendo ele músico e produtor novamente do disco e da capa. gravou alguns álbuns solo pela gravadora que nunca foram lançados, A mística do dinheiro ainda inédito e o Rosa de Sangue, que em 2009 foi finalmente lançado em formato CD e LP pela gravadora estadunidense Time-Lag Records (Time-Lag 041).Ele participou do 1ª Cantoria da Música Nordestina, festival que ocorreu durante os dias 28-29 e 30 de abril de 1978, no Teatro do Parque em Recife-Pe, defendendo com Dom Tronxo e Rodolfo Aureliano a música Reboliço. Em 1981 finalmente teve um álbum solo lançado, chamado "O Gosto Novo da Vida", pela gravadora Ariola.um trabalho fenomenal, que contou com a participação dentre outros, do Israel Semente,na bateria e do Ivinho na guitarra, ambos Ex-Ave Sangria. Posteriormente vem o Lula Côrtes & Jarbas Mariz - Bom Shankar Bolenath.(Continental-1988) Que para seus realizadores é um trabalho exclusivamente instrumental e guarda o intuito de acordar e realizar o significado da expressão "Bom Shankar Bolenath", pois consideram importante relembrarmos uns aos outros que somos divinos.Esse propósito é o motivo central deste disco consagrado no sentido de alcançar o sagrado através da nossa música mais original.O LP tem a participação especial de: Paulo Ricardo (RPM), Alberto Marsicano, e Oswaldinho do Acordeon.
Nos anos 90, Lula conheceu a banda do guitarrista Xandinho, ‘Má Companhia’, que tocava covers de clássicos do rock setentista, e juntos lançaram um disco em 1995. Em 1997 produziram "A Vida Não é Sopa", gravado ao vivo e lançado com prensagem limitadíssima bem depois. Fica ai o resultado da união de grandes expoentes do rock pernambucano, Xandinho com a banda ‘Má Companhia’ e Lula Côrtes, dono de uma discografia cheia de álbuns antológicos.
Ultimamente estava empenhado na gravação do disco Tarja preta.Um cd triplo o qual definiu como " um tratado sociológico sobre atual siuação da juventude", divido em três comprimidos( discos) a base da substância ativa Lula Côrtex
Côrtes também não deixou de fazer algumas colaborações com Zé Ramalho em outros álbuns, incluindo o disco de estreia do cantor de 1978 onde Lula toca tricórdio nas canções Voa voa e Noite preta, o De gosto de água de amigos,lançado em 1985 o qual a música título do disco é de sua autoria e o Cidades e lendas de 1996.
Também publicou livros de poesia:
-O Lobo e a Lagoa, Editora Bagaço.
Edição artística limitada. Song book, capa dura.
Trata-se de um conto de fadas para adultos, narrado pelo próprio Lula Côrtes em CD com efeitos especiais.
Ilustração do artista, e arte gráfica e programação visual de Patrícia Lima.
-Bom era meu irmão.Ele morreu,eu não.
-Livro das transformações
e outros...
Nas artes plásticas era um gênio, produziu uma acervo de obras renomáveis, Sexo das plantas foi uma das mais conhecidas séries de quadros por ele desenvolvidas.
No ano passado, Lula Côrtes expôs uma coleção de 35 pinturas que retratavam o patrimônio histórico da cidade de Jaboatão dos Guararapes. A mostra, intitulada “Fragmentos do Jaboatão dos Guararapes”, era baseada nas suas andanças por diversos locais do município, e retratava a vida, o cotidiano, o patrimônio material e imaterial na cidade em que morava.



VALEU MESTRE DA PSICODELIA!

Texto- Marcelo Prata.

 Discografia



1973 Satwa (& Lailson)

1. Satwa
2. Can I be Satwa
3. Alegro piradíssimo
4. Lia, a rainha da noite
5. Apacidonata
6. Amigo
7. Atom
8. Blue do cachorro muito louco
9. Valsa dos cogumelos
10. Alegria do povo

Abaixar

1975 Paêbiru (& Zé Ramalho)
1. Trilha de Sumé (Culto à terra/ Bailado das muscarias)
2. Harpa dos ares
3. Não existe molhado igual ao pranto
4. Omm
5. Raga dos raios
6. Nas paredes de pedra encantada, os segredos talhados por Sumé
7. Marácas de fogo
8. Louvação a Iemanjá
9. Beira Mar
11. Pedra templo animal
12. Sumé

Abaixar

1980 Rosa de Sangue

1. Lua viva
2. Balada da calma
3. Casaco de pedras
4. Nordeste oriental
5. Bahjan, oração para Shiva
6. São tantas as trilhas
7. Noite prêta
8. Dos inimigos
9. A pisada é essa
10. Rosa de sangue

Abaixar

1981 O Gosto Novo da Vida

1. Desengano
2. Dos inimigos
3. Lua viva
4. São várias as trilhas
5. Patativa
6. Canção da chegada
7. Quadrilha atômica
8. Brilhos e mistérios
9. Gira a cabeça
10. O morcego

Abaixar

1988 Bom Shankar Bolenajh (& Jarbas Maris)

1. Balada para quem nunca morre
2. Orvalho na paisagem
3. Shotsy (Síntese do oriente e ocidente)
4. Valeu a pena
5. Forró pro mundo inteiro
6. Eu tentei
7. Maracatu pesado
8. Inverno I e II
9. Tema para Christina

Abaixar

1995 Lula Côrtes & Má Companhia

1. Reduzido à pó
2. A tirana
3. Meus caros amigos
4. As estradas
5. Nasci para chorar
6. Balada do tempo perdido
7. A força da canção
8. Rock do segurança
9. Os piratas
10. O homem e o mar

Abaixar

1997 A Vida Não é Sopa (& Má Companhia)

1. Eu fiz pior
2. Versos perversos
3. A seca
4. Israel
5. O balada cavernosa
6. O clone
7. O indiozinho
8. Tá faltando ar
9. Qualquer merda
10. Pense e dance

Abaixar


Midnight Movie: Naked Lunch




Salve navegantes, venho hoje ressuscitar a seção Midnight Movie
do nosso barco, trazendo logo de cara um filme baseado em uma das maiores obras do movimento beat, "O almoço nu" de William Burroughs. Película dirigida pelo cineasta canadense David Cronenberg ( o mesmo diretor de "A mosca"). Deixo aqui essa rica mistura psicodélica de literatura beat com cinema under canadense.








Titulo: Naked Lunch
Direção: David Cronenberg
Roteiro: William Burroughs, David Cronenberg
Lançamento: Canada, 1991
Duração: 115 minutos






Sinopse: Bill Lee é um escritor fracassado que trabalha como dedetizador de insetos para sobreviver. Porém, seu emprego está por um fio, já que, misteriosamente, o estoque de seu inseticida vive se esgotando. É quando ele descobre que sua mulher está viciada no produto, e, incentivado por ela, experimenta-o e inicia uma viagem alucinógena recheada de absurdos, na qual passa a servir a uma agência secreta chamada Interzone, convive

com alienígenas e máquinas de escrever que se transformam em agentes secretos e inicia um tratamento a base de droga produzida por centopéias brasileiras.














22 de ago de 2011

O Ser Psicodélico: Stanislav Grof


Hello travelers here i'am again!
Some days ago, you have the oportunity to watch here a video where the renomed psychiatrist Stanislav Grof explains his first experience with the LSD. And now is the time to show you some curiosities about him.
Are you ready friends? OKEY! Let's the travel begin!


Stan Grof, M.D., Ph.D. is a psychiatrist with more than fifty years experience researching the healing and transformative potential of non-ordinary states of consciousness. His groundbreaking theories influenced the integration of Western science with his brilliant mapping of the transpersonal dimension. On October 5, 2007 Dr. Grof received the prestigious VISION 97 award granted by the Foundation of Dagmar and Vaclav Havel in Prague.

He is one of the founders and chief theoreticians of Transpersonal Psychology and received an Honorary Award for major contributions to and development of the field of Transpersonal Psychology from the Association for Transpersonal Psychology in 1993.

Dr. Grof is also the founder of the International Transpersonal Association (ITA) and its past and current president. He has organized large international conferences throughout the world and continues to lecture and teach professional training programs in Holotropic Breathwork and transpersonal psychology.

Currently, Dr. Grof is Professor of Psychology at the California Institute of Integral Studies (CIIS) in the Department of Philosophy, Cosmology, and Consciousness, and teaches at the Pacifica Graduate Institute in Santa Barbara, CA

Dr. Grof was born in 1931 in Prague where he received an M.D. from Charles University and a Ph.D. (Doctor of Philosophy in Medicine) from the Czechoslovakian Academy of Sciences. Between 1960 and 1967, he was Principal Investigator in a psychedelic research program at the Psychiatric Research Institute in Prague, Czechoslovakia.

In the United States, Dr. Grof served as Chief of Psychiatric Research at the Maryland Psychiatric Research Center and Assistant Professor of Psychiatry at Johns Hopkins University School of Medicine in Baltimore, MD. He was also Scholar-in-Residence at Esalen Institute.


Retrieved from: http://www.stanislavgrof.com/

21 de ago de 2011

Jukebox vol.II

Salve, salve navegantes!

Muito tempo se passou desde minha ultima aparição por aqui, então não poderia voltar dessa viagem com as mãos vazias, pois então, vim de longe e trouxe comigo o Volume II da coletânea Psiconautas, dessa vez só com bandas nacionais, a versão tupiniquim. Bandas que nasceram com movimento ao cenário atual. Espero que vocês gostem.

Grande abraço

Paz e Luz




Download


01 - Massavilha - Som nosso de cada dia

02 - Sinal da paranóia - Som nosso de cada dia

03 - Snegs de biufrais - Som nosso de cada dia

04 - Astralização - Casa das maquinas

05 - Vale Verde - Casa das maquinas

06 - Lei do sonho de um vagabundo - Casa das maquinas

07 - Gurum Gudum - Arnaldo Baptista

08 - LSD - Arnaldo Baptista

09 - Cê ta pensando que eu sou loki - Arnaldo Baptista

10 - Deusa sombria - Perfume Azul do sol

11 - Calça velha - Perfume Azul do sol

12 - Vinte mil raios de sol - Perfume Azul do sol

13 - On my mind - Spectrum

14 - Maria Imaculada - Spectrum

15 - Mary you are - Spectrum

16 - Trilha Antiga - Spectrum

17 - Menta & Canela - Vício Primavera

18 - Dança do fogo - Vício Primavera

19 - Café da manhã - Vício Primavera

20 - Viver - Quintal de clorofila

21 - Jardim das delicias - Quintal de clorofila

22 - O ultimo cigano - Quintais de clorofila


18 de ago de 2011

Stanislav Grof - Experiência Cósmica com LSD

Stanislav Grof é para a Psicologia Transpessoal o mesmo que Freud foi para a Psicanálise. Tanto em termos clínicos, como teóricos, como práticos. Grof "praticou" Psicologia Transpessoal, desde antes de terminar sua graduação como médico psiquiatra. Aos 24 anos, quando já trabalhava como pesquisador no departamento de Medicina Psiquiátrica na Universidade de Praga, República Checa, ele tomou uma potente dose de LSD-25 e viveu, durante algumas horas, uma extraordinária viagem de Consciência Cósmica. Segundo ele, esta experiência o marcou profundamente em toda sua vida tanto pessoal como profissional.

17 de ago de 2011

A situação humana - Terence Mckenna - Trecho da palestra Eros & Eschaton

Terence McKenna em sua palestra Eros e Eschaton mostra a complexidade cerebral humana, aponta sinais do fracasso da estrutura consumista e aborda a necessidade humana de resgatar o sincronismo com as plantas e a terra e que através da vivência psicodélica tais possibildades se tornam possíveis.quando através delas reencontramos a cultura arcaica.

16 de ago de 2011

Rick Strassman - DMT e a Glândula Pineal - LEGENDADO


Rick Strassman investigou os efeitos da substância N,N-dimethyltryptamine (DMT), um poderoso enteógeno, ou psicodélico, que é produzido por plantas e animais, assim como nos organismos humanos, no qual foi apontado experimentos de quase mortes e REM.
Strassman também especulou que a substância seria produzida pela glândula pineal, o qual escreveu um livro chamado DMT: A molécula do Espírito, e um documentário baseado em seu livro
Fonte- Wikipédia

15 de ago de 2011

Inside LSD

Hi my friends it's been a long time since the last post here in Psychonautas (the last was in august 6), well we went trough our first storm, along our journey in this sea wich is the psychedelic.
Lack of time, lack of dedicated sailors contributed to this fall. But we turn around and come back with everything for the right course.
I hope you enjoy the surprise of today. The good NAT GEO documentary: Inside LSD.



Olá amigos viajantes, faz um bom tempo desde a ultima postagem no blog, que ocorreu dia 6 de agosto de 2011. Bem passamos por nossa primeira tempestade nesse curto periodo.
Falta de tempo e a falta de marujos dedicados contribuiram para cairmos nessa. Mas demos a volta por cima e estamos de volta com tudo, virados ao curso certo da viagem.
Espero que gostem da surpresa de hoje. O documentario exibido na National Geographic Chanel, Inside LSD.

6 de ago de 2011

A Evolução Psicodélica

"Pra mim tudo começa e termina com essas substancias psicodélica, a sinergia da psilocibina na dieta dos hominídeos nos jogou para fora da mente animal, e para dentro do mundo da fala articulada e imaginação.” Terence Mckenna

Já que a imaginação foi citada, você já imaginou a evolução humana baseada numa dieta psicodélica? A psilocibina nos permitiu desenvolver processos superiores de adaptação ao meio, como aumento da acuidade visual, aumento das atividades sexuais, desenvolvimento da linguagem e claro, a expansão da consciência. Assista esse vídeo feito durante uma palestra de Terence Mckenna, uma alma que fez jus ao termo Psiconauta.



video

5 de ago de 2011