21 de dez de 2012

Vício Primavera


Boa tarde navegantes!

Como nossa vitrola encontrava-se empoeirada, resolvi tirar a poeira e colocá-la para funcionar, apresentamos hoje a banda Vicio Primavera, fortalecendo a arte independente os caras tem uma pegada rock n´roll com letras lisérgicas, uma brisa!



A banda formou-se em 2007, e assim como sua música, uma mistura de ritmos e influencias, as origens das cabeças pensantes do grupo é diversificada, por alguma força cósmica estas encontraram-se no interior do estado de São Paulo.

Alem da poesia sonora, a banda também tem raízes nas artes plásticas, os dois EP´s lançados pela banda apresentam encartes com design diferenciado, A contagem do acaso se abre feito flor, e  Pra que servem os cataventos é uma caixa de pandora selada com um catavento. Este trabalho plástico se deve a participação da banda no coletivo Malditos Artistas Insones, o qual também contribui na produção dos encartes da banda.




Vicio Primavera canta e encanta os olhos e ouvidos daqueles que entram em contato com o seu trabalho, a poesia de suas letras levam o espírito ao êxtase, a melodia exausta os corpos devido ao ritmo que não nos permite ficar parados, e o trabalho gráfico nos leva à uma viagem fantástica, vale a pena conferir o trabalho desta rapaziada.



A contagem do acaso



Pra que servem os cataventos



Contatos: 




10 de dez de 2012

Estante: Admirável Mundo Novo


Boa noite navegantes!

Venho hoje adicionar um clássico do famoso Aldous Huxley à nossa estante lisérgica, “Admirável Mundo Novo”, romance escrito em 1932, antes do renomado “As portas da Percepção”.
Admirável Mundo Novo é uma ficção, todo o enredo tem o tempo medido após o nascimento do deus Ford, sim Henry Ford o pai da produção em serie é endeusado por uma sociedade condicionada a produzir e consumir, uma massa com ideais hedonistas, condicionados a não experimentar a solidão e os sentimentos por nós conhecidos. A grande massa é mantida em ordem devido as doses diárias de Soma, uma substancia psicoativa fornecida pelos administradores mundiais.
Huxley consegue nos prender com as tramas que ocorrem nesta Nova Ordem Mundial, vale a pena conferir.