13 de dez de 2011

Salve Galera

Pra quem tem interesse pelo tema, ta rolando no Facebook um grupo que reúne diversos materiais sobre xamanismo e plantas de poder.




Abraços
Paz e Luz!

Uma lenda Koriak


A lenda sobre a origem do Amanita Muscária foi contada ao antropologo russo Vladimir Bogoras.

"Um dia o Grande Corvo encontrou uma baleia que se aproximara demais da terra e ficara encalhada na praia. O Grande Corvo tentou mandar a baleia de volta ao mar, mas descobriu que sequer conseguira erguer o saco feito de fibras vegetais no qual o mamífero trazia suas provisões.O Grande Corvo alçou vôo e apelou para os conselhos da grande divindade Vahiyinen(existência).Vahiyinen lhe recomendou que fosse a um certo lugar perto do mar, onde encontraria seres espirituais vermelhos, parecidos com pedúnculos, usando chapéus com pintas de cor branca-Os espíritos wa´paq. Se comesse alguns deles ganharia forças para levantar o saco e ajudar a baleia a voltar para o fundo do mar.

O Grande Corvo se dirigiu a esse lugar onde deveria encontrar os wa´paq, e lá Vahiyinen cuspiu sobre a terra. Onde quer que caisse o cuspe, brotavam os cogumelos Amanita Muscária.Esses eram os espíritos wa´paq. Depois de comer alguns, o Grande Corvo sentiu-se tão forte e alegre que começou a dançar.

E voltou para o lugar onde a baleia estava encalhada,ergueu o pesado saco feito de fibras vegetais,como se não pesasse nada, e encaminhou a baleia para o mar. Então o grande corvo disse: ´Deixe ficar os wa´paq na terra para sempre, e deixe que meus filhos, o povo, veja o que eles irão mostrar-lhes`".

Desde então, os xamãs Koriak, começaram a comer os cogumelos Amanita Muscária para ganhar sabedoria e força sobrenaturais, para invocar espíritos e para projetar suas almas para outros mundos.

Creditos: Marcelo Prata