17 de jun de 2011

Poema imaginário


Imagine o que quiser

palavras, versos, estrofes

rimas.

Esse poema não existirá

nem nunca existiu!

Esse poeta que o escreve

ninguém nunca o viu.


Nada foi escrito,

o que você lê aqui agora

nada mais é

do que fruto de sua imaginação.

Grace Barreto

Nenhum comentário:

Postar um comentário